Skip to content

O que te faz bem mas…

02/09/2016

O que temos de certo é que estamos vivos e que num belo dia vamos morrer.

Não podemos esquecer que estando doentes ou saudáveis tudo que é demais pode prejudicar o organismo de alguma forma e até matar. Vejam o exemplo do sal e do açúcar, os maiores vilões da saúde: em excesso mexe com o metabolismo e a ausência não é saudável. Aí precisamos da ajudinha da natureza pra ajudar no equilíbrio e eliminar os excessos.

Quanto mais pudermos estender o nosso tempo de vida melhor. A responsabilidade da saúde de cada um é ou deveria ser de cada um.

Eu gosto tanto desse tema que nas andanças por esse mundão me chama a atenção os pais, não as mães, administrando a própria alimentação e também a do filho: porque é mais barato, mais saudável, mais lúdico, prazeirozo e muito mais interativo. As mães são naturalmente as maiores responsáveis desde o primeiro dia de vida e até muito antes pela alimentação da prole. Muitas mães têm tantas atribuições que é até abusivo: e elas dão conta do recado.

Tanto homens como mulheres, muitos não gostam da ideia da boa alimentação estar associada a arregaçar as mangas e ir pra cozinha: não gostam e ponto. Ficam a mercê da boa vontade alheia, dos preços e da qualidade duvidosa que beira a economia a qualquer custo e um faz de conta que é bonito, que é chique, que é nutritivo, que sai barato e que não é nada disso.

Depender da boa vontade, alguns alimentos não se sabe de onde veio, nem como se faz, nem quanto custa, nem comprando e nem fazendo. Parece que, como mágica, surge o belo e saboroso prato. E aí? Onde fica a sua vontade e como fica a sua saúde?

Certa vez perguntei para um estagiário se ele satisfazia as vontades alimentícias dele. Ele ficou a pensar. Largou o pacote de bolacha baratinha que degustava o tempo todo, arregaçou as mangas e foi pra cozinha cozinhar. No dia seguinte vejo o projeto de adulto mais feliz do mundo dizendo, não é que é bom mesmo viver assim!

Seguindo o lema do blog/site MANUAL DO BEM ESTAR DO SEU INTESTINO o objetivo principal é cuidar da saúde pra não adoecer. Um incentivo para consumir um pouco a cada dia  daquilo que fará bem pro organismo.

O blog/site MANUAL DO BEM ESTAR DO SEU INTESTINO sempre alerta para os perigos, sempre aconselha em qualquer suspeita de problema procurar ajuda médica e não tem a intenção de oferecer cura.

Portanto segue uma lista de plantinhas e de alguns alimentos que fazem bem, mas precisa ter cuidado no consumo.

Cúrcuma, açafrão da terra tempero que serve pra auxiliar na digestão com extensa a lista de benefício. … não pode ser usado por gestantes, hipertensos e pessoas com cálculos biliares.
Gengibre pode ser tempero, chá digestivo, antigripal, anti-inflamatório, com extensa a lista de benefícios … não pode ser usado por gestantes e hipertensos.
Losna chá digestivo … só pode ser consumida na forma de chá. Crua é altamente toxica
Sene digestivo … não pode ser administrado com medicações.
Canela tempero que serve pra auxiliar na digestão com extensa a lista de benefícios. … não pode ser usado por gestantes, bebês e hipertensos
Em excesso pode intoxicar até quem não tem problemas.
Macela chá calmante, digestiva com extensa a lista de benefícios. … não pode ser usado por diabéticos, hipertensos nem administrado com outros remédios.
Mel com extensa a lista de benefícios para o intestino e saúde geral. …não pode ser usado por crianças até 3 anos de idade, diabéticos, pessoas com sensibilidade gástrica.

 

Couve: até outro dia a informação que se tinha que era um verdadeiro bife verde, em valor nutricional. Meu cachorro é um devorador dos meus pés de couve. Em outubro de 2016 estourou abundantemente na internet que a couve pode causar sérios problemas de saúde inclusive o hipotiroidismo. Pode causar o aumento exagerado de potássio no sangue causando Hipercalemia, excesso de ferro e excesso de vitamina K  que pode aumentar as chances de coágulos. E quem vive a dieta do suco verde pode estar promovendo deficiências de outras vitaminas.

No link abaixo tem muitas plantas associadas ao benefício, como utilizar e quem deve evitar. Normalmente gestantes, crianças, hipertensos, pessoas com problemas alérgicos não podem fazer experiências nem abusar dos recursos naturais. Tudo que ingerimos demais ou sem saber ao certo a origem ou ter certeza que pegamos a planta certa para a doença certa, pode provocar nossa saúde, fazer mau e até matar. Sempre procure ajuda do seu médico.

Conheça e saiba usar 37 plantas medicinais

 

Texto está em fase de elaboração, falta a completar a tabela. Se vc quiser participar pode mandar sugestões das suas experiências. Eu sei que apesar de o blog/site não ter um visual agradável e que muitos gostam de ver imagens e menos texto – pessoas do mundo inteiro acessam e voltam a esse monte de texto. Estamos em mais 30 mil visualizações.

 

Helenice editora de produção de textos em 2 de setembro 2016

Anúncios

From → dicas de saúde

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: